Clubes Bíblicos
Motivando gerações para multiplicar discipuladores
Hora Silenciosa

Semana 47 - Segunda-feira

O poder da ressurreição

Texto (tradução - NVI):

Mateus 20.17-19
 17Enquanto estava subindo para Jerusalém, Jesus chamou em particular os doze discípulos e lhes disse: 18"Estamos subindo para Jerusalém, e o Filho do homem será entregue aos chefes dos sacerdotes e aos mestres da lei. Eles o condenarão à morte 19e o entregarão aos gentios para que zombem dele, o açoitem e o crucifiquem. No terceiro dia ele ressuscitará! "

João 11.21-27
 21 Disse, pois, Marta a Jesus: Senhor, se estiveras aqui, não teria morrido meu irmão. 22 Mas também sei que, mesmo agora, tudo quanto pedires a Deus, Deus to concederá. 23 Declarou-lhe Jesus: Teu irmão há de ressurgir. 24 Eu sei, replicou Marta, que ele há de ressurgir na ressurreição, no último dia. 25 Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que morra, viverá; 26 e todo o que vive e crê em mim não morrerá, eternamente. Crês isto? 27 Sim, Senhor, respondeu ela, eu tenho crido que tu és o Cristo, o Filho de Deus que devia vir ao mundo.

Comentário:

Jesus anunciava claramente o que Lhe aconteceria, e no texto de Mateus, foi específico: seria condenado pelos líderes judeus e crucificado por gentios, mas ressuscitaria. Os discípulos custaram a entender isso e só o fizeram em retrospecto depois de verem, apalparem e comerem com o Cristo ressurreto (Lc 24.45). Como demoramos para crer nas palavras dEle (Jo 20.29)! O texto de João 11 mostra que o conceito de ressurreição fazia parte do pensamento coletivo dos judeus (Dn 12.2), embora fosse obscuro e polêmico, como se vê na posição dos saduceus (Mt 22.23). Porém, Cristo mostra que essa questão é vital ao afirmar SER a ressurreição e a vida. Ele já tinha afirmado que o Pai concedera ao Filho “ter vida em si mesmo” (Jo 5.26), isto é, ser autoridade sobre e fonte de vida. De fato, ao dizer “EU SOU a ressurreição e a vida”, Jesus anunciava que esse conceito obscuro se tornaria presente e palpável nEle, que ressuscitaria para vida eterna. Não só isso, Jesus afirma categoricamente que a fé nEle é o ingresso para essa realidade maravilhosa. Não só isso, mas também diz que quem crê nEle pode até ser poupado de experimentar a morte (1Co 15.51; 1Ts 4.15-17). Que expectativa sublime!

A certeza da ressurreição (a de Cristo e a nossa no futuro) deve fazer parte da sua pregação, deve fazer parte do seu script evangelístico. Nunca se esqueça dessa parte vital da mensagem de Cristo.

O texto acima foi extraído do Diário de Hora Silenciosa Jovem. Para adquirí-lo, clique aqui.